top of page
banner-alvorada-fm
  • Cefas Alves Meira

Campanha da CMBH brilhou no Carnaval



A estratégia “Não disfarce a sua dor”, criada pela agência Fazenda, foi elogiada nacionalmente

“Não disfarce a sua dor”, campanha de combate à violência doméstica produzida pela agência Fazenda para a Câmara Municipal de Belo Horizonte, repercutiu durante o Carnaval de BH, consolidando sua eficiência em prol das vítimas de agressões contra a mulher, dentro e fora do lar.


As peças produzidas pela agência mineira, e que ganharam destaque nacional como “comunicação eficiente” no combate a violência à mulher, orientou foliões em bares e restaurantes de BH, gerando redução dos índices de assédios e agressões, como revelam dados da segurança pública do Estado e do município. “A campanha Não disfarce a sua dor contribuiu para orientar, acolher e proteger mulheres vítimas da violência doméstica no Carnaval de Belo Horizonte da capital mineira”, afirma Thales Alves, diretor da agência.


Bares e restaurantes A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de BH (Abrasel/BH) também divulgou a campanha, por meio de cartazes afixados nos banheiros em centenas de bares e restaurantes de todas as regionais da cidade, além da distribuição de milhares de folhetos informativos sobre o tema. A estratégia de marketing trata do combate à violência doméstica e orienta vítimas a denunciar agressores, e atendeu à solicitação da Câmara Municipal de Belo Horizonte, uma das clientes da agência, que possui 16 anos de mercado publicitário. Simples, ágil e com mensagem direta, a campanha se sobressaiu nacionalmente como exemplo de “comunicação objetiva e eficiente”. No início deste ano, “Não disfarce a sua dor” alcançou os holofotes da Rede Globo de Televisão e foi destaque no Jornal Nacional, horário nobre da emissora. Linguagem diferenciada

Um dos grandes trunfos, segundo o jornalista e publicitário Thales Alves, é a linguagem utilizada. “Tivemos a sensibilidade de trabalhar o conteúdo com uma roupagem direta, pautada em números reais, que, infelizmente, são vergonhosos, mas ao mesmo tempo, tentamos trazer conforto, motivação e coragem às vítimas para denunciar a agressão. Se você ouvir o jingle produzido consegue perceber que a mensagem é encorajadora. A mulher não está sozinha”, disse Alves. Além da Abrasel/BH, a campanha conseguiu adensar uma grande rede de enfrentamento à violência, como o estádio de futebol Mineirão, os clubes Atlético Mineiro e Cruzeiro, a Prefeitura de Belo Horizonte, dezenas de veículos de comunicação e Mídia OOH. Um dos grandes trunfos foi o apoio da sociedade civil organizada, que divulgou a causa, frisa o diretor da Fazenda. Resultados significativos

Para a Câmara de Vereadores, a campanha se traduziu em resultados significativos. O atendimento no Ponto de Acolhimento, Orientação e Proteção à Mulher em Situação de Violência, inaugurado em maio de 2021, dentro do Legislativo Municipal, em parceria com o Governo de Minas Gerais, aumentou sobremaneira. Para a sociedade, os resultados colhidos no Carnaval de Belo Horizonte são um indicador de que a união faz a força. A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) informou redução nos crimes de importunação sexual, que caíram de 51 para 38 ocorrências, acompanhados por diminuição de 33% e 45% nos crimes de estupro e estupro de vulnerável, respectivamente. Já o Disque-Denúncia, por meio do telefone 181, obteve um aumento considerável. Um dos destaques exemplificados pela Sejusp, durante coletiva do balanço dos números do Carnaval, diz respeito à ação dos próprios foliões, que ao perceberem atos de importunação, se mobilizaram para proteger a vítima e vaiar o agressor, mostrando a eficiência das campanhas de conscientização.



145 visualizações0 comentário
bottom of page