top of page
VOCÊ SABE POR QUE OUVE.png
  • Cefas Alves Meira

“Eles só querem ser grandes”. É a campanha da Filadélfia para a 98


Falar sobre violência nas escolas de uma forma que faça as pessoas olharem por um outro viés: o dos ídolos. Foi o ponto de partida da campanha que a Filadélfia criou para a Rede 98 FM, grupo de BH composto por rádio, aplicativo e TV, onde a tônica é o rock.


Partindo das imagens criadas com Inteligência Artificial pelo perfil do Instagram @children_of_legend, que cedeu gratuitamente as peças, a agência mineira chegou ao conceito “Eles só querem ser grandes”. Isso, para dizer que algumas crianças poderiam ser grandes ídolos da música, como Jimmy Hendrix, Ray Charles, John Lennon e Janis Joplin, mas também grandes cientistas, grandes engenheiros, ou apenas gente grande, esses que chegam naturalmente na fase adulta, sem ter o seu futuro interrompido.


Obrigação de pai

O diretor de criação da Filadélfia, Tiago Fernandes, explica que “fazer essa campanha acontecer foi, mais do que um desafio, uma obrigação de pai. Tenho uma filha e, por isso, aumentar o volume da discussão sobre violência nas escolas através da rádio 98 me deixou duplamente feliz”, destaca, acrescentando:


“Vale dizer que em pouco mais de uma semana nós criamos, corremos atrás da liberação das imagens pelo perfil do instagram @children_of_legend e colocamos essa ideia de pé. Afinal, o dia 20 de abril era simbólico, pois foi o dia dos ataques a Columbine, nos EUA. Essa agilidade nos dá uma certeza: ideia boa, com uma causa importante, precisa ir pra rua. Pra ontem”.


Lucas Bandeira, diretor de arte da agência, destaca que “comunicação inteligente, pertinente e criativa é sinônimo de arte. Quando feita com entusiasmo pode ser comparada à música, cinema, pintura, fotografia, literatura e tantas outras. A dedicação é o ponto que conecta esse universo cultural àquilo que nos surpreende”. A campanha “Eles só querem ser grandes”, define, é fruto de tudo isso “e vem dar importância para um tema que precisa e deve ser de atenção de todos nós”.


Abrir a discussão em torno desse tema é fundamental, frisa a também diretora de criação Carol Penido. “Depois da enxurrada de posts de ataques às escolas nas redes sociais, sentimos que uma campanha criativa seria um bom ponto de partida para conversamos sobre o assunto. Toda criança tem direito a ter um futuro, ser grande. Nada melhor que grandes nomes da música para traduzir esse sentimento”, pontua a publicitária.


Já Rodrigo Carneiro, CEO Rede 98 FM, enfatiza que “quando usamos da força da criatividade para levar a informação e, assim, guiar os espectadores sobre a importância de um determinado tema, conseguimos um resultado surpreendente. Afinal, para superar os desafios que a sociedade enfrenta, primeiro precisamos compreender esses espectadores”.


Carneiro observa ainda que a campanha “Eles só querem ser grandes” toca nossas emoções de forma diferente, “nos obriga a refletir sobre como o nosso presente poderia ser diferente se tivéssemos perdido ídolos no passado. Para a 98, é um orgulho elevar o diálogo e trazer para pauta de forma inteligente e criativa temas que causem a reflexão e a mudança na percepção das pessoas sobre algo tão importante e delicado em nossas vidas”, afirma o executivo.




184 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page