top of page
VOCÊ SABE POR QUE OUVE.png
  • Cefas Alves Meira

Ótica Zerezes escolhe BH para instalar sua 12ª loja


A rede vai instalar também unidades em outras cidades do interior mineiro

Com 11 lojas instaladas em São Paulo e Rio de Janeiro, a rede de óticas Zerezes inaugurou sua 12ª unidade em Belo Horizonte, na Savassi. Criada há dez anos no Rio, a empresa, que também fabrica lentes e armações, tem uma atuação intensiva nas redes sociais, apostando forte no D2C (Direct to Consumer).


Daniel Drange, CMO da Zerezes, destaca que o grupo está empenhado “em desafiar o mercado de óticas com uma proposta inovadora, longe do layout consultório”, acrescentando que o atrevimento começa pelo slogan “Até dói chamar de ótica”. O executivo destaca que “a ideia é ser ousado em um mercado competitivo e consolidado”.


Produto premium

Drange explica que há dois anos a Zerezes decidiu implementar o D2C, vendendo diretamente para o consumidor, sem intermediários. “Começamos a fabricar também as lentes, além das armações. E assim percebemos que podemos entregar um produto premium com preço acessível. Somos cautelosos nessa proposta. A experiência precisa ser excelente. O site nos permite ganhar escala, falando com todo o território nacional”, ressalta.


Sobre a vinda para Belo Horizonte, ele diz que a rede observou o comportamento dos clientes no e-commerce para escolher as cidades nas quais teria lojas físicas. “Já havia um movimento forte do consumidor mineiro, por isso decidimos ter uma loja em BH. E foram os próprios mineiros que indicaram a Savassi”, enfatiza Dränger.


E prossegue: “Começamos com uma estratégia de avisar em primeira mão aos consumidores que íamos abrir em Belo Horizonte. Quem ajudou indicando pessoas para a marca ganhou um benefício para até cinco amigos, se tornando embaixador da marca. Também convidamos pessoas influentes de diferentes segmentos para escolher os seus óculos. Criamos o Zerezes além das Zerezes, estivemos em 11 estabelecimentos locais criando parcerias e benefícios. E, por fim, realizamos com um grande evento de lançamento com um café da manhã à mineira, em um domingo”.


Citando dados da Associação Brasileira da Indústria Óptica, o executivo revela que em 2022 o setor fechou com faturamento de R$ 24,3 bilhões no PDV e crescimento de 11,7% em relação a 2021. “E o futuro é animador. Estima-se um crescimento anual de 20% para o segmento ao longo dos próximos dez anos, motivado por questões que envolvem desde um maior uso de equipamentos digitais, fator que aumenta a necessidade da população por tratamentos para a visão, até a busca por novos estilos de armações e lentes que movimentam as tendências do mercado”, comenta o empresário.


O plano de expansão da ótica prevê, além de se instalar em cidades-polo do interior mineiro, investir em outras regiões do país como Brasília, Porto Alegre e Curitiba.


62 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page