Planalto quer reduzir verba publicitária em 70%. Secom vai criar uma house

29 Jan 2019

 

A revista Época, em matéria assinada pelo jornalista Guilherme Amado, revela que o presidente Jair Bolsonaro já determinou à Secom (Secretaria de Comunicação) a criação de uma agência de publicidade – as houses - dentro do Palácio do Planalto.

O filho do presidente, Carlos Bolsonaro, vereador no Rio de Janeiro, é quem, segundo a publicação, mesmo de longe coordena o planejamento da a propaganda do governo.

A revista diz que o objetivo de Jair Bolsonaro é reduzir em até 70% os gastos com as agências de propaganda, e a verba restante não será direcionada de forma restrita para veículos considerados inimigos do atual governo, como a Rede Gllobo e a Folha de S. Paulo.

Três agências atendem a conta publicitária do Palácio do Planalto: Artplan, Calia e NBS. Elas trabalharam, em 2018, uma verba de R$ 208 milhões.

A house, que teoricamente substituiria as agências, estaria sendo montada por dois funcionários da Secom, herdados da gestão Michel Temer.

CRIATIVIDADE - Agências de publicidade têm, como o principal diferencial em relação às houses, a criatividade. São consultoras, e não simples assessoras de comunicação. E produzem campanhas criadas por equipes de talento reconhecido no mercado, profissionais que oferecem resultados efetifvos para os clientes, e com isso conquistando prêmios no Brasil e no exterior.

Já as house-agencies trabalham com profissionais da própria empresa, recebendo salários inferiores aos pagos pelo mercado Em uma house, briefings passam por um caminho menor até a criação, e a ousadia fica relegada a plano inferior, já que ousar exige contestação e defesa de valores que se contrapõem ao status quo.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no
Curta esse
Please reload