Retrofit: Acaiaca é o próximo a ser “operado”

24 Oct 2018

 

O retrofit ganha a cada dia mais presença na construção mineira, e o Acaiaca, um dos prédios mais tradcionais de Belo Horizonte, está prestes a ser beneficiado com essa técnica.

Importado da Europa, o Retrofit funciona como uma atualização do edifício, adaptando sua infraestrutura de telecomunicações, recompondo ou substituindo tubulações e parte elétrica, modificando elevadores e adequando a edificação as exigências da legislação para a proteção contra incêndios.

Além de gerar economia de 30% no custo total da obra, a técnica promove uma supervalorização do imóvel, além de incentivar a ocupação de unidades que se encontram vazias.

Balança - O primeiro prédio a sofrer essa “intervenção cirúrgica” da engenharia mineira foi o Balança Mas Não Cai. Construído na metade do século passado, o edifício começou a apresentar tremores em sua estrutura, levando à sua interdição por décadas.

Mais recentemente, constatou-se que o imóvel tinha bases e estrutura sólidas, e a leve movimentação não colocava em risco vidas humanas. Seria equivalente ao tremor das arquibancadas do Mineirão em dias de jogos importantes, que ocorre desde a inauguração do estádio, sem no entanto significar ameaça de desabamento.

O Balança, 17 andares, fica na esquina da avenida Amazonas com rua Tupís, centro de BH, e foi entregue à população em 1947. As obras de retrofit foram executadas pela construtora Diniz Camargos, do engenheiro Teodomiro Diniz Camargos. Foram revitalizados 68 apartamentos, dentro de uma nova concepção, beneficiando famílias de baixa renda.

O retrofit funciona como uma atualização do edifício, adaptando sua infraestrutura de telecomunicações, recompondo ou substituindo tubulações e parte elétrica, modificando elevadores e adequando a edificação as exigências da legislação para a proteção contra incêndios.

Acaiaca -  Com seus 30 andares, o Edifício Acaiada foi inaugurado em 1943, e fica no centro de BH – avenida Afonso Pena, entre ruas Tamoios e Espírito Santo. Tombado pelo Patrimônio Histórico, terá um plano diretor que traçará as diretrizes para sua requalificação, indo desde a recomposição de sua fachada original, marcante pelas características art decó, à readequação técnica de normas e equipamentos.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no
Curta esse
Please reload