• Cefas Alves Meira

WEPOD investe na pujança dos podcasts


O compositor Márcio Brant criou a WEPOD "pela importância que o podcast tomou na vida das pessoas"

Em um mundo digital e com o áudio como ferramenta essencial para a comunicação de marcas e influenciadores nos dias de hoje, a WEPOD surge como a primeira produtora de podcast 360º do mercado mineiro. A empresa foi criada por Márcio Brant, atuando há 15 anos no segmento de produtoras de áudio publicitária e artística.

E por que WEPOD? “Uma mineirice, nóis pode", explica, ressaltando que a empresa vem para tentar preencher todas as necessidades que o mundo do podcast precisa. “Pensamos na importância que o podcast tem tomado na vida das pessoas, e também na efetividade de se usar o canal como uma grande possibilidade de contar histórias”, complementa.


Compositor, produtor musical e musicxpert , Brant é responsável pela gestão de carreiras de diversos artistas independentes da cena mineira. Já tendo produzido para nomes como Ivete Sangalo, César Menotti & Fabiano, Fernanda Takai e Paula Lima, Márcio Brant entende que o mercado de conteúdo precisava de uma solução realmente completa.


A pujança do podcast

Segundo o fundador da WEPOD, “o Brasil já é o segundo maior consumidor e produtor de podcast do mundo. Os números crescem cada dia mais, e as plataformas de áudio não cansam de investir em novas funcionalidades para o consumo e para a medição da efetividade do podcast”.


Conceituado como uma radio on demand, frisa o compositor, o podcast tem invadido a vida das pessoas para formatação de conteúdo, aquisição de autoridade “e principalmente um grande entretenimento enquanto você pode fazer outras coisas importantes como caminhar, dirigir para o trabalho ou até mesmo lavar a louça do almoço de domingo”.


Atuando com um modelo de negócio que começa desde a criação e planejamento do conteúdo até o monitoramento da audiência e suporte com as plataformas de áudio, a empresa já tem em seu portfólio marcas como a paulista Dengo Chocolates, Sebrae Minas, FIEMG, Take Blip e Future Law, na linha de negócio business. E nomes como Rossandro Klinjey, Daniel Cady, Carol Rache e a atriz global Fernanda Nobre, na linha de negócios creators.


“E não para por aí”, explica Brant, destacando que o cenário nunca esteve tão aquecido e as marcas estão percebendo isso. “Os produtores de conteúdo sabem da efetividade da ferramenta e também do baixo custo de produção. Muitas novidades são esperadas para o ano de 2021, como a inserção de vários novos podcasts na plataforma Globoplay, os investimentos da Amazon Music, e o aumento de market share do Spotify”, enfatiza.

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba nossas atualizações!

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone LinkedIn

© 2020  Criado e desenvolvido por Idear Comunicação.

  • Branca Ícone Instagram
  • https://www.facebook.com/blogdocefas
  • https://twitter.com/cefasalves
  • Branca Ícone LinkedIn