top of page
banner-alvorada-fm
  • Cefas Alves Meira

Solidez e inovação marcam os 150 anos da Cedro


A fábrica foi fundada em 1872 por um jovem de visão

Fundada em 1872 por um jovem de visão, Bernardo Mascarenhas, a mineira Cia. de Fiação Cedro e Cachoeira, Cedro Têxtil, completou ontem 150 anos de atividades ininterruptas. Uma história repleta de muitas conquistas e desafios, e que chegou em 2022 como uma das maiores e mais sólidas indústrias têxteis do Brasil. O diretor-presidente da fábrica, Marco Antônio Branquinho Junior, afirma que “essa trajetória de sucesso se deve a constante pesquisa em busca de inovações para atender as demandas por tecidos que proporcionem beleza, conforto e proteção para os nossos clientes nos segmentos workwear e jeanswear”. Sustentabilidade

O executivo ressalta que, capaz de produzir mais de 80 milhões de metros de tecido por ano,”a Cedro fabrica denim e sarjas para mercado de moda, lançando duas coleções por ano, e brins com acabamentos técnicos para uniformização, ocupando a liderança do mercado latino-americano neste segmento”. Branquinho observa ainda que a Cedro se orgulha de possuir uma operação onde a sustentabilidade é um compromisso prático. “Está presente em todos os seus processos, preservando biomas do cerrado na Serra do Cipó, utilizando algodão certificado, tratando 100% dos seus efluentes, reduzindo continuamente sua demanda por recursos hídricos e sua emissão de gases de efeito estufa”. “A Cedro comemora seus 150 anos com sua máxima capacidade, levando ao mercado produtos diferenciados, inovadores, frutos de um pioneirismo, já consolidado em nossa história, e de uma equipe, que utiliza sua criatividade para sempre apresentar o melhor para nossos parceiros. Tudo isso priorizando em nossa operação ações sustentáveis para proteger as pessoas e o planeta”, enfatiza Marco Antônio Branquinho Junior.

35 visualizações0 comentário
bottom of page