• Cefas Alves Meira

Pesquisa tenta entender a cabeça do eleitor brasileiro


As entrevistas serão realizadas em 26 estados mais o DF

A Genial Investimentos e a Quaest divulgando o lançamento da primeira edição da Pesquisa Genial/Quaest, um projeto com metodologia inédita de acompanhamento da opinião pública brasileira. O objetivo do levantamento é conhecer a cabeça do eleitor brasileiro, suas atitudes, preferências, hábitos, medos e anseios, além de suas percepções políticas sobre o governo federal e sobre os postulantes ao cargo em 2022.


O projeto começa em julho e se estenderá até novembro de 2022. Serão 24 rodadas de pesquisa nacional com amostragem probabilística por conglomerados e estratificação por cotas, totalizando 1.500 coletas domiciliares face a face.

Na quarta-feira, o economista-chefe da Genial, José Márcio Camargo, e o coordenador da pesquisa e CEO da Quaest, Felipe Nunes, analisaram os dados apurados na pesquisa e as perspectivas para o cenário político nacional em live no canal da Genial no Youtube.


Metodologia

As entrevistas domiciliares que vão compor a pesquisa serão realizadas em 27 unidades da federação e 95 municípios, com nível de confiança de 95% e margem de erro máxima aproximada de 3%, para cima ou para baixo, em relação ao total da amostra.


Felipe Nunes explica que a opção por entrevistas face a face com a aplicação de modelos multi-nível de ponderação tem vantagens significativas sobre outras abordagens de pesquisa:

“A primeira é a de que a opinião de pessoas que não têm telefone e/ou internet não terá a chance de ser ouvida; já a segunda é a de sub-representação de grupos que, por qualquer razão, tenham maior propensão a recusar responder pesquisas não-presenciais. E acrescenta:


“Por mais que as listas telefônicas sejam compostas por números aleatórios criados por algoritmos probabilísticos, é crescente o número de pessoas que não atende telefone para participar de pesquisas”, argumenta o coordenador do projeto”.



30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo