• Cefas Alves Meira

“Na Mesa”, de Maurício Lara, aborda os idosos


A pandemia do coronavírus mexeu na vida de muita gente, de muitas famílias. Mas de saída atingiu em cheio aqueles considerados “idosos”, logo classificados como “de risco”.


Ser velho, em uma pandemia, é ser condenado ao isolamento ou ao sofrimento, sem mais alternativas. Pois esse é o pano de fundo do romance “Na Mesa”, do escritor e jornalista Maurício Lara.


Um viúvo de 70 anos, para não ser recolhido aos fundos da casa onde vivia com a família, opta por dividir apartamento com um amigo da adolescência, da mesma idade, que não via há décadas.

Um terceiro passa a visitá-los e, sentados à mesa, falam da doença, do isolamento, do lugar do velho na sociedade, da trajetória de cada um.


Ou seja, falam da vida e relembram os tempos em que se tratavam por Athos, Porthos e Aramis, os Três Mosquesteiros, de Alexandre Dumas. Lembram também do quarto mosqueteiro, d’Ártagnan, que ficou pelo caminho. O livro pode ser adquirido na Editora/Livraria Quixote ou com o autor.


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo