top of page
banner-alvorada-fm
  • Cefas Alves Meira

Morre Rogério Perez, o repórter das copas

Atualizado: 28 de set. de 2022



O jornalista, que cobriu sete copas do mundo, tinha 79 anos

“Capitão”, “Leão”, “RP”, “Perecito”, “Peron”, “Espanhol”, “Baixinho” e “Chefia”. Os apelidos, os codinomes com que os parentes e amigos tratavam o jornalista Rogério Perez, que morreu nesta terça-feira, aos 79 anos. Estava internado em uma clínica no Bairro Santo Agostinho, BH, onde fazia tratamento contra o Alzheimer.


Perez iniciou sua carreira no Estado de Minas em 1966, onde permaneceu até 1986. Atuou também como correspondente do O Estado de São Paulo e Correio Braziliense, emprestando seu talento ainda à Rede Globo, Diário do Comércio, revista Placar, TV Alterosa e jornal Hoje em Dia, onde foi chefe de redação até 2010, além de manter uma coluna sobre futebol, sua grande paixão.


Sete Copas

O jornalista participou da cobertura especial de sete Copas do Mundo: 1978 (Argentina) 1982 (Espanha) 1986 (México) 1994 (EUA), 1998 (França), 2006 (Alemanha) e 2014 (Brasil). Em 1997, quando era da equipe do Hoje em Dia, recebeu o Prêmio Esso de Jornalismo.


Rogério Perez era um militante sindical assertivo, tendo participado da diretoria da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), diretoria do Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais e diretoria da Associação Mineira de Cronistas Esportivos.


Casado com Regina Lúcia por 52 anos, Rogério Perez deixa os filhos Leonardo, Bruno e Gustavo. O velório será realizado nesta terça-feira, no Memorial Zelo, na Avenida do Contorno, 8.657, Gutierrez, BH.



99 visualizações0 comentário
bottom of page