top of page
banner-alvorada-fm
  • Cefas Alves Meira

Jucemg: cresce o número de novas empresas em Minas



58.856 empresas foram abertas em Minas desde o início de 2023

“O mercado está promissor porque ninguém abre a empresa enxergando um futuro ruim”. É como o presidente da Junta Comercial de Minas Gerais, Bruno Selmi Dei Falci, explica a excelente performance da economia mineira, com o mês de agosto registrando um aumento de 9,23% no número de empresas abertas, em relação a agosto de 2022.


Divulgado na última sexta-feira, o levantamento da Jucemg revela que Minas teve 58.856 empresas abertas desde o início de 2023, um salto de 9,73% em relação aos primeiros oito meses do ano passado, quando foram abertas 53.638 empresas. Em entrevista à repórter Juliana Gontijo, do “Diário do Comércio”, Bruno Falci observa que “o pagamento do funcionalismo público em dia pelo governo do Estado também favorece os negócios, já que há mais dinheiro circulando no mercado”.


Fecharam

Em contraponto à abertura de novas empresas, o relatório da Jucemg mostra que de janeiro a agosto deste ano 33.799 empresas encerraram as atividades. O número é 6,42% maior na comparação com igual período de 2022, quando 31.761 empresas fecharam as portas.


Para elaborar o levantamento, a Junta Comercial de MG analisa empresas de qualquer porte, com exceção dos MEIs, cujas inscrições são realizadas diretamente no Portal do Empreendedor do governo federal, sem passar pelas juntas comerciais estaduais.


BH lidera

Belo Horizonte continua liderando o ranking no Estado, sendo o município com maior volume de abertura de empresas, registrando 2.106 novos negócios constituídos em agosto.


BH é seguida por Uberlândia (465 novos empreendimentos), Contagem (281), Juiz de Fora, (234), Uberaba (193), Montes Claros (160), Patos de Minas (124), Betim (121), Governador Valadares (111) e Divinópolis (109 novas empresas).

27 visualizações0 comentário
bottom of page