• Cefas Alves Meira

Covid-19: Stanley Gusman, da TV Alterosa, é internado

Atualizado: Jan 8



O estado de saúde do apresentador é delicado, segundo a família

O jornalista Stanley Gusman, apresentador do Alterosa Alerta, da TV Alterosa, está internado com Covid-19 no hospital Villa da Serra, em Nova Lima. O estado de saúde do comunicador, de 49 anos, é “delicado”, segundo afirmou sua irmã, Stael Gusman.

O próprio apresentador divulgou o diagnóstico, ao interagir com um internauta, que questionou, em 31 de dezembro, sua ausência no Alterosa Alerta. “Covid, irmão!”, respondeu.


Família aflita

Em entrevista ao portal BHAZ, a irmã do apresentador explicou que o estado de saúde dele inspira cuidados. “É um estado delicado e é uma coisa de recuperação lenta mesmo, só que a gente tem que ter muita fé e muita paciência para passar por isso tudo”, disse Stael. A irmã revelou ainda que logo que surgiram os primeiros sintomas, o jornalista começou a tomar medicamentos contra o Covid-19, mas o quadro se agravou, levando à internação.

A família de Stanley Gusman está aflita, disse Stael. “Como a gente só tem uma informação por dia, a gente fica muito ansiosa. Mas é isso mesmo: a gente tem que orar muito, confiar em Deus e acreditar que vai dar tudo certo”, desabafou.

Ela revelou ainda que há uma corrente de orações e espiritualidade pela plena recuperação do apresentador, e a hashtag #RespiraStanley está nas redes sociais conclamando os internautas a aderir ao mutirão pela saúde do jornalista.

"Ele é um pedaço de mim. Eu não imagino a minha vida sem ele. Ele é insubstituível na minha vida e na minha família!!! E eu estou aqui para pedir a oração de todas as pessoas que lerem essa mensagem para que Deus traga a cura sobre a vida dele, sobre o corpo dele", postou Stael Gusman em uma rede social.

Em virtude do afastamento de Stanley, desde o final de dezembro o Alterosa Alerta vem sendo apresentado por Ricardo Carlini, gerente de jornalismo da TV Alterosa, e pelo repórter Pablo Tiago.


Aline Aguiar

Quem também foi acometida pela Covid na virada do ano foi a apresentadora Aline Aguiar, da TV Globo Minas.

Fora do MG1 desde segunda-feira, Aline está se recuperando em casa, e no trabalho foi substituída pelo repórter Sérgio Marques.

Nas redes sociais, a jornalista revelou que os sintomas da doença começaram como se fosse sinusite. "Começou uma coriza do nada. Também percebi que a garganta queria 'fechar'. 'Uma sinusite agora?', foi a minha primeira 'cartada'. A segunda não poderia, de jeito nenhum, ser desconsiderada: 'tem a covid' (...) Imediatamente me isolei. Esperei três dias, como é recomendado, e fiz o exame PCR: detectado", explicou.

"Se eu não tivesse me atentado, passaria batido. Eu poderia 'passar' a doença e o que me traz o maior alívio é saber que eu preservei vidas", completou.


Alexandre Wagner

No último final de semana, outra vítima fatal da Covid-19. Faleceu Alexandre Wagner da Silva, ex-presidente da Associação dos Jornais do Interior (Adjori) e Sindicato dos Jornais do Interior (Sindijori). Ele era também dirigente da Republicar, agência de representação de jornais do interior de Minas em Belo Horizonte.

Alexandre Wagner foi um enorme entusiasta dos jornais do interior. Como presidente e fundador da Adjori-Mg e do Sindijori-MG, promoveu muitos congressos para unir, e preparar os editores dos pequenos jornais para o importante trabalho de manter e desenvolver nossos jornais e nossas empresas.


Humberto Mota

Outro profissional de comunicação atingido pela Covid-19 foi o jornalista Humberto Mota. Trabalhou no jornal “Estado de Minas” nos anos 70, criou em Minas o Centro de Jornalistas de Economia, depois se transferiu para o Rio, onde foi presidente da Associação Comercial do Rio por mais de um mandato, dirigente da ECT, e presidente do grupo Duty free, entre outras atividades.

Humberto Mota encontra-se intubado, e a família acompanha, aflita, sua pronta recuperação.

122 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo