top of page
banner-alvorada-fm
  • Cefas Alves Meira

Comunicação corporativa cresceu 5% em 2022



"As marcas no Brasil estão cada vez mais conscientes de que a reputação é o que gera valor e propósito para o negócio”. A afirmação é de Daniel Bruin, presidente do Comitê Gestor da Associação Brasileira das Agências de Comunicação.


Receita aumentou

O executivo da Abracom, citando o levantamento “Termômetro do Mercado”, realizado pela entidade, revela que “quase dois terços das entrevistadas, 64%, chegaram a declarar que suas receitas aumentaram acima de 5% no último ano, com 30,3% superando 15% o ano anterior. E acrescenta: “Cerca de 56% das agências brasileiras de comunicação corporativa, RP e assessoria de imprensa declararam ter precisado aumentar suas equipes em 2022”.


Entre os serviços prestados pelas agências filiadas à Abracom, aponta Bruin, estão o relacionamento com jornalistas e assessoria de imprensa; relações públicas; comunicação interna, trabalho remoto e híbrido; desenvolvimento de conteúdo, comunicação digital e gestão de redes sociais.


Otimismo

Para 2023, destaca, “o mercado de comunicação corporativa segue otimista, com 66% das agências acreditando no crescimento do negócio. Vale lembrar que, em 2022, a Lei 14.356 equiparou as agências da área, assim como as de comunicação digital, às agências de propaganda, com relação às concorrências para o setor público”. E analisa:


“Apesar de alguns órgãos municipais e estaduais, desavisados, insistirem em contratar assessoria de imprensa através de pregão de preço, a expectativa é que as normas sejam cada vez mais respeitadas, e mesmo as assessorias de imprensa regionais conquistem novos espaços fora do universo privado”.




4 visualizações0 comentário
bottom of page