• Cefas Alves Meira

Religar luz mais rápido vai custar R$ 200 mi à Cemig



O investimento da estatal beneficiará inicialmente mais de 600 municípios

Cerca de R$ 200 milhões estão sendo investidos pela Cemig para automatizar o sistema elétrico de Minas Gerais. Segundo a estatal, essa verba é destinada à compra de equipamentos modernos, de fundamental importância para o rápido restabelecimento da energia para os usuários, em transtornos na rede elétrica. Essa ação de automatização do sistema elétrico vai abranger aproximadamente 614 cidades mineiras, em todas as áreas de sua concessão. Religadores A modernização está sendo feita por meio da instalação de religadores e outros equipamentos na rede elétrica de distribuição de energia desses municípios, e as melhorias representam mais de R$ 190 milhões em investimentos e devem ser concluídas até o final de 2020. De acordo com o diretor da Cemig Distribuição, Ronaldo Gomes de Abreu, os religadores trazem um grande benefício para a continuidade do fornecimento de energia, pois recompõem o sistema elétrico automaticamente, no menor tempo possível, em caso de interrupção. “A Cemig está investindo muito para aumentar a confiabilidade da sua rede de distribuição de energia. E esses equipamentos são fundamentais para o rápido restabelecimento dos nossos clientes, em caso de ocorrências no sistema elétrico”, ressaltou o executivo. E exemplificou: “Quando uma árvore cai sobre a rede elétrica, por exemplo, e interrompe o fornecimento de energia, o sistema já identifica o ponto onde houve a interrupção, e o religador isola a área danificada e normaliza imediatamente o fornecimento de energia para os clientes que tiveram o serviço interrompido”. A Cemig possui a maior rede de distribuição de energia elétrica da América do Sul, com mais de cerca de 540 mil quilômetros de linhas e redes. Os religadores estão sendo instalados nas redes elétricas urbanas e rurais. Nos centros urbanos, segundo Ronaldo abreu, a instalação dos equipamentos busca atender áreas com grande concentração populacional e de manutenção da vida, como hospitais, e garantir a continuidade do abastecimento para o maior número de clientes em caso de perturbação transitória na rede elétrica. “ Em áreas rurais, em que os circuitos são longos e atendem a clientes muitas vezes dispersos, a instalação de religadores agiliza o restabelecimento a esses instalações”, afirma o diretor da Cemig Distribuição. .

0 visualização

Receba nossas atualizações!

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone LinkedIn

© 2020  Criado e desenvolvido por Idear Comunicação.

  • Branca Ícone Instagram
  • https://www.facebook.com/blogdocefas
  • https://twitter.com/cefasalves
  • Branca Ícone LinkedIn