top of page
banner-norte-1
  • Foto do escritorCefas Alves Meira

Campanha da Câmara Municipal de BH é destaque no Jornal Nacional


Desenvolvida pela agência mineira Fazenda Comunicação e Marketing, a campanha de combate a violência doméstica orienta vítimas a denunciar agressores. A eficiência da estratégia de comunicação foi apresentada em horário nobre, na TV Globo.


A campanha "Não disfarce a sua dor” recebeu destaque no noticiário de todo o país ao ser exibida no último dia 7/1, pelo Jornal Nacional (JN), da TV Globo, como exemplo de comunicação eficaz contra a violência doméstica à mulher. Infelizmente, Minas Gerais se mantém no topo do ranking, quando o assunto é a morte relacionada à questão de gênero. A reportagem mostrou que a adesão de diferentes órgãos é propositiva e estratégica.


Parceria

Na matéria do JN, a jornalista Graciela Andrade cita a parceria feita entre a Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH), idealizadora da campanha, e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/BH) que distribuiu adesivos, cartazes, folhetos e porta-copos informativos em comércios associados à Instituição, em todas as regionais da capital. A agência Fazenda Comunicação & Marketing é a responsável por criar, produzir e veicular todas as campanhas da CMBH.


A vereadora Nely Aquino (PODE), que presidiu a CMBH no período de divulgação da campanha, se mostrou feliz com a possibilidade de a mensagem alcançar novas mulheres. “O intuito desta comunicação é alertar e criar uma rede de apoio para diminuirmos os casos de violência contra a mulher. Feliz que estamos fazendo um trabalho com reconhecimento e relevância nacional, quanto maior o alcance, mais mulheres conscientes”, disse.


A superintendente de Comunicação Institucional da CMBH Raquel Vasconcelos reforça a importância de a Casa Legislativa oferecer acolhimento às vítimas. “Essa grande campanha publicitária nasceu da necessidade de chamarmos a atenção para um importante serviço oferecido pela Câmara Municipal, que é o acolhimento às mulheres vítimas de violência doméstica em Belo Horizonte. Somos a primeira Casa Legislativa do país a oferecer este apoio, que existe há quase dois anos, e que só é possível devido ao convênio assinado junto ao Governo do Estado de Minas Gerais. O problema é grave e, infelizmente, os números da violência contra a mulher são alarmantes, o que torna ainda maior a nossa obrigação, enquanto Poder Público, de agir. O objetivo principal da campanha é informar sobre o serviço e encorajar as vítimas a denunciarem, e, estar dentro dos bares é uma das várias formas de aumentar o alcance da informação”, explicou Vasconcelos.


O diretor da agência Fazenda, jornalista e publicitário Thales Alves, destaca a importância de a mensagem chegar às vítimas, de forma rápida, simples e direta. “Quando nos reunimos junto à comunicação da CMBH, tínhamos ciência da sensibilidade do tema, e do desafio que teríamos em criar uma mensagem de fácil compreensão e eficaz. Hoje, percebemos que o resultado foi além do esperado. A comunicação extrapolou as fronteiras de BH e de Minas! É um grande feito! Mas ainda assim, do ponto de vista social, queremos mais, tanto a redução da violência doméstica, quanto o número de vítimas. Sou cercado por mulheres: mãe, colegas de trabalho, clientes, esposa e filhas. A violência doméstica assombra a todos, diariamente”, completou Alves.


Desde o lançamento da campanha em 1º de agosto de 2022, a Câmara de Vereadores estabeleceu parcerias junto a várias instituições. Além da Abrasel/BH, Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, os clubes Atlético, Cruzeiro e o Estádio Mineirão, que exibiu vídeos orientativos nos intervalos dos jogos do Campeonato Brasileiro, e também contou com a adesão de diversos veículos de comunicação, como emissoras de rádio, de TV, portais e mídias externas da capital.


Orientação

A campanha orienta as vítimas e indica que compareçam ao Ponto de Acolhimento à Mulher em Situação de Violência, instalado na Câmara Municipal há um ano. No local são realizados atendimentos de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, de modo presencial, via telefone (31) 3555-1394 ou pelo e-mail acolhimento.mulher@cmbh.mg.gov.br.




133 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page